Niterói

Arquivos do Autor: facebook_Eugenio Fernandez de Andrade.1156606821063636

Feliz e abençoada Páscoa!

Dom José Francisco Rezende Dias, Arcebispo Metropolitano da Arquidiocese de Niterói, felicita todas as comunidades da Arquidiocese e todas as pessoas de boa vontade, pela Páscoa do Senhor! A alegria se faz presente em nossos corações! E como nos destacou o Papa Francisco: “Deixemo-nos surpreender por Jesus, para voltar a viver, porque a grandeza da vida, não está na riqueza nem no sucesso, mas na descoberta de que somos amados.” Uma Feliz e Santa Páscoa!

O post Feliz e abençoada Páscoa! apareceu primeiro em Arquidiocese de Niterói.

Leia Mais »

“Para superar essas dores e perdas, precisamos buscar a Luz da Ressurreição…”

Dom José Francisco, presidiu no dia 03 de abril, na Catedral de São João Batista a Vigília Pascal que é a mãe de todas as vigílias. Devido as restrições sanitárias pela pandemia que assola o nosso país, algumas leituras foram omitidas. Na homilia, o Arcebispo destacou: É Páscoa! A alegria se faz presente em nossos corações! Nesta noite celebramos a mãe de todas as vigílias, a vigília Pascal. A liturgia da Palavra começou com a exortação: “Meditemos como Deus outrora salvou o seu Povo e como, na plenitude dos tempos, enviou Jesus Cristo, nosso Salvador”. Esses gestos e sinais encontram seu cumprimento pleno na vitória do Ressuscitado.”. “Também nós estamos envolvidos na noite de uma crise global, que atinge a todos com essa pandemia. Além disso, vivemos a noite da violência, da injustiça, da pobreza, da fome; a noite da corrupção e da impunidade, da crise ecológica e da falta de sentido; a noite do pecado e da ausência de Deus. Tudo isso foi agravado pela pandemia com tantas mortes, que nos entristecem e nos fazem sofrer.”, ressaltou o Arcebispo Metropolitano. Ele convidou, enfatizando: “Dentro desse contexto de dor e sofrimento, em comunhão com a Igreja do Brasil, no Domingo da Misericórdia, dia 11 de abril, vamos manifestar nossa solidariedade e oração pelos falecidos nessa pandemia, pelas famílias impedidas de vivenciar o luto, pelo esforço dos profissionais da saúde e pelo desejo de todos para superarmos essa pandemia. Além das orações, pede-se que toquem os sinos, em todas as igrejas que os tiverem, às 15:00, como sinal de comunhão na dor e no luto.”. “Para superar essas dores e perdas, precisamos buscar a Luz da Ressurreição, a luz que ilumina e indica a direção e o sentido da nossa vida e da vida do mundo. Hoje, mais uma vez, Deus ainda surpreende a nossa mente e o nosso coração. Deixemo-nos impregnar por esse assombro, olhemos para o Crucificado e Ressuscitado, que nos surpreende com a luz da Vida Nova. “Não vos assusteis! Vós procurais Jesus de Nazaré, que foi crucificado? Ele ressuscitou! Não está aqui! Vede o lugar onde o puseram. Ide, dizei a seus discípulos e a Pedro que ele irá à vossa frente, na Galileia”., frisou o Arcebispo Metropolitano de Niterói. E encerrou dizendo: “Que a luz de Cristo resplandecente ilumine as trevas de nosso coração e de nosso mundo! Feliz e Santa Páscoa!”. No final da solenidade, o padre Wallace agradeceu a presença de Dom José Francisco lembrou o seu aniversário. Concelebraram com o Arcebispo, o Arcebispo emérito, Dom Frei Alano, os padres Wallace e André. Ouça a íntegra da homilia: Reveja aqui a Vigília Pascal:  Por João Dias Fotos: Edilane Silva Imagens: Íngrid Bianchini/Donovan

O post “Para superar essas dores e perdas, precisamos buscar a Luz da Ressurreição…” apareceu primeiro em Arquidiocese de Niterói.

Leia Mais »

“Comunguemos com a dor de Jesus na Cruz”, Dom José

A Ação Litúrgica da Paixão de Cristo, na Catedral, teve início em profundo silêncio às 15h, do dia 02 de abril, presidida pelo Arcebispo de Niterói, Dom José Francisco, e concelebrada pelo Arcebispo emérito, Dom Frei Alano, e os padres Wallace e André, que auxiliaram na liturgia. A presença física reduzida de fiéis na Catedral de São João Batista, conforme orientam as leis sanitárias em vigor e a presença na fé, por meio da Rede ArqNit: Rádio Anunciadora, YouTube, Facebook da Arquidiocese e Rádio Anunciadora, reuniu a Igreja Particular em torno do seu Arcebispo, que completa mais um ano hoje. Na homilia, o Arcebispo destacou a Paixão de Cristo. “Prescreve a liturgia que se faça uma breve homilia, pois o importante, nesta Sexta-feira Maior, é comungar com a dor e o amor de Jesus Crucificado. E, comungando com a dor de Jesus, comungar com a dor de tantos irmãos e irmãs infectados pelo vírus, e com suas famílias sofridas; comungar na oração com as vítimas dessa pandemia, que são milhares, e com suas famílias enlutadas, certos de que a paixão de Jesus continua em nosso mundo, na pessoa de todos os crucificados de nossa história.”.     “Nós temos a alegria de ser membros dessa comunidade dos que foram salvos pela cruz do Senhor, mas também temos a responsabilidade de estar ao lado dos crucificados de hoje, como sinais da presença do Deus amor, que sofre conosco e ao nosso lado. O Papa Francisco nos recorda: “No Crucificado, vemos Deus humilhado, o Onipotente reduzido a um descartado. E compreendemos que, acolhendo quem é descartado, aproximando-nos de quem é humilhado pela vida, amamos Jesus, porque Ele está nos últimos, nos rejeitados, naqueles que a nossa cultura farisaica condena.” Dom José Francisco lembrou os católicos na Terra Santa, destacou: “Hoje, nossa comunhão com os crucificados vai também se manifestar na coleta para a Terra Santa, que será realizada no final da celebração. Se a nossa situação está difícil, a situação dos católicos de lá é muito pior. Nossa participação nessa coleta vai ajudar os irmãos sofridos da terra de Jesus.”. O Arcebispo concluiu a sua homilia, alertando: “Comunguemos com a dor de Jesus na Cruz. Aprendamos d´Ele o segredo de amar como Deus ama, comungando com a dor de nossos irmãos!”, concluiu. A Adoração à Santa Cruz foi à distância, e o Arcebispo sugeriu que todos ficassem de joelhos. Ouça aqui a íntegra do Sermão de Dom José Francisco: Reveja a Ação Litúrgica: Por João Dias Fotos: Edilene Silva

O post “Comunguemos com a dor de Jesus na Cruz”, Dom José apareceu primeiro em Arquidiocese de Niterói.

Leia Mais »

Arcebispo Dom José Francisco celebra mais uma primavera

O Arcebispo Metropolitano de Niterói, Dom José Francisco celebra nesta sexta-feira Santa, 2 de abril, mais uma primavera. A Arquidiocese roga a Deus por sua saúde, sabedoria e força, na entrega a Deus e nos trabalhos pastorais. Que Jesus e Maria o abençoem! Dom José Francisco completa 65 anos. Ele nasceu no ano de 1956, em Brasópolis, MG. Sabemos que Deus o chamou, configurando-o à Sua semelhança, confiando a ele uma missão. Como disse Jeremias, o grande profeta: “Antes de formar-te no seio materno te conhecia, antes de nascer, Eu já te havia consagrado, e te estabeleci profeta das nações”. No seu aniversário natalício, lembremo-nos do dom do Sacerdócio, que brota do amor de Cristo, que ofertou a Sua vida, e do amor misericordioso do Pai, que quis salvar todos os homens. Parabéns, Dom José, que Deus o abençoe e conduza seus passos, rumo à santidade, almejada. Ele o escolheu! Por João Dias Arte: Íngrid Bianchini

O post Arcebispo Dom José Francisco celebra mais uma primavera apareceu primeiro em Arquidiocese de Niterói.

Leia Mais »

Arcebispo abre Tríduo Pascal na Catedral Metropolitana

Dom José Francisco presidiu ontem, dia 01 de abril, na Catedral de São João Batista, a Santa Missa, que relembra a última Ceia de Jesus Cristo. Em sua homília, disse Dom José: “Querido irmão no episcopado, Dom Alano, queridos Pe. Wallace, Diáconos, consagrados, filhos e irmãos no sacramento do Batismo aqui presentes. Nossa saudação carinhosa àqueles que, reunidos em família, nos acompanham pelas redes sociais.”. “A partir de hoje, os católicos no mundo inteiro celebram o ponto central e culminante do Ano Litúrgico: o Tríduo Pascal. Nesta quinta, sexta e sábado celebramos, solenemente, a Paixão, Morte e Ressurreição do Senhor. Os três dias do Tríduo Pascal não são uma preparação para a Páscoa, mas o Tríduo já é a Celebração Pascal, em 3 momentos fortes e distintos, celebrando o Mistério central de nossa salvação”, destacou o Arcebispo. Completou, em outro trecho: “A Quinta-Feira Santa é marcada pela Instituição da Eucaristia, do Sacerdócio e do mandamento do Amor. E um dos gestos significativos desta celebração, o gesto do lava-pés, mais uma vez, será omitido, por questões de segurança nesse tempo de pandemia.” “Mas quando pensamos em Eucaristia e sacerdócio surge, imediatamente, no horizonte do olhar a Ceia do Senhor. Mas não surge como visão retrospectiva. A Ceia do Senhor não está no passado. Ela está no futuro. Ela é o futuro. E é para lá que caminhamos. E se olharmos para lá, encontraremos duas figuras em exato contraponto, Judas e Pedro: o traidor e o negador. Esses são raros momentos em que todas as máscaras caem, uma a uma, e quem se esconde atrás delas se revela”, explicou, Dom José Francisco. Dom José Francisco finalizou sua homilia, destacando a importância do serviço, principalmente aos mais necessitados. Disse o Arcebispo: “Sabemos que a Eucaristia é a escola que nos ensina a ser como Jesus. Alimentando-nos da Eucaristia, lentamente, dia após dia, ano após ano, vamos nos tornando mais parecidos com Jesus. Nesse tempo de pandemia, muitas pessoas estão impossibilitadas de receber a Eucaristia, devido às restrições, participando apenas virtualmente. Que o nosso desejo de participar, presencialmente, e de receber a Eucaristia não diminua, pois a Eucaristia é a estrada da santidade, que nos purifica dos pecados e nos leva a caminhar com o Senhor, servindo os irmãos, especialmente os mais necessitados.”. O Arcebispo de Niterói, Dom José Francisco, se curvou ao final da Santa Missa em uma oração silenciosa, diante do Santíssimo Sacramento. Em seguida, o Santíssimo Sacramento foi recolhido para a capela, devido a orientações sanitárias e, para evitar a propagação do coronavírus, não houve vigília. Ouça aqui a íntegra da homilia: Por João Dias Fotos: Edilene  Silva 

O post Arcebispo abre Tríduo Pascal na Catedral Metropolitana apareceu primeiro em Arquidiocese de Niterói.

Leia Mais »

Tríduo Pascal na Arquidiocese em tempo de pandemia

Estamos vivendo, há mais de 1 ano, esta situação extraordinária da pandemia da COVID-19. O Setor de Comunicação (SECOM) irá aproximar as Celebrações com o Arcebispo Metropolitano, Dom José Francisco. O Tríduo Pascal, com transmissão pelas Redes Sociais e pela Rádio Anunciadora: Dia 1º de abril – Missa da Ceia do Senhor, às 19h. Dia 02 de abril – Ação Litúrgica da Paixão, às 15h. Dia 03 de abril – Vigília Pascal, às 19h. Todas as celebrações serão presididas pelo Arcebispo de Niterói, Dom José Francisco, na Catedral de São João Batista, com transmissões online, apenas pela Rádio Anunciadora e Redes Sociais. Participe: YouTube: youtube.com/arqnit, Facebook: fb.com/arqnit ou fb.com/radioanunciadora. Rádio Anunciadora: radioanunciadora.org.br ou arqnit.org.br. Dia 1º de abril – Missa da Ceia do Senhor – 19h: Dia 02 de abril – Ação Litúrgica da Paixão – 15h: Dia 03 de abril – Vigília Pascal – 19h: Por João Dias Arte: Thiago Maia

O post Tríduo Pascal na Arquidiocese em tempo de pandemia apareceu primeiro em Arquidiocese de Niterói.

Leia Mais »

Católico