Niterói

Outubro Rosa: conscientização, tratamento e apoio à mulher e aos familiares

A campanha Outubro Rosa é realizada durante todo o mês de outubro.  Neste ano, a campanha quer mais uma vez reforçar a importância do diagnóstico precoce da doença. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), cerca de 30% dos casos poderiam ser evitados, com atitudes simples, como: atividades físicas, alimentação saudável, peso ideal, além de evitar o consumo de bebidas alcóolicas e cigarro.

Para a Assistente Social, Bárbara Leal, o principal é a conscientização, o tratamento e o apoio a mulher e aos familiares. O Outubro Rosa é uma campanha de conscientização, realizada por diversas entidades, no mês de outubro, dirigida à sociedade e às mulheres sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama.

O movimento começou a surgir em 1990, na primeira Corrida pela Cura, realizada em Nova York, e desde então, promovida anualmente na cidade. Entretanto, somente em 1997 é que entidades das cidades de Yuba e Lodi, também nos Estados Unidos, começaram a promover atividades voltadas para o diagnóstico e prevenção da doença, escolhendo o mês de outubro como epicentro das ações. Hoje, o Outubro Rosa é realizado em vários lugares.

Bárbara Leal destaca que: “O Outubro Rosa é um movimento internacional, criado na década de 1990, que tem o objetivo de disseminar informações sobre o câncer de mama e, mais recentemente, de colo de útero, e promover debates quebrando possíveis “tabus” em torno do tema, pois entendemos que a informação é um passo importante e primordial para a prevenção e a produção da saúde”, disse ela, em entrevista à redação do Jornal Niterói Católico, e completou: “A campanha tem o objetivo de atuar na prevenção dos riscos, na luta por tratamentos de qualidade, contribuição para promoção de serviços com diagnósticos precoces e na redução da mortalidade ocasionada pela doença.”.

A Assistente Social informou ainda que: “O câncer de mama é o tipo mais comum entre as mulheres, chegando a 29% dos casos no Brasil. Por isso, a Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM) tem chamado as mulheres a corresponderem a um estilo de vida cada vez mais saudável, com a prática de atividades físicas e boa alimentação, entre outros temas importantes na prevenção”, e acrescentou: “É necessário estar atenta aos sintomas amplamente divulgados e buscar avaliação e exames médicos, como medidas de prevenção. Um diagnóstico precoce é um bom aliado nesta luta!”.

Bárbara Leal concluiu, lembrando a importância do apoio à mulher e aos familiares, dizendo: “Sem dúvida a rede de apoio às mulheres diagnosticadas com a doença é fundamental. A família é uma grande aliada neste apoio, porém muitas vezes também acaba fragilizada necessitando de suporte. É importante buscar apoio em suas redes comunitárias, amigos e também ajuda de profissionais, nas unidades de saúde e/ou organizações não governamentais, que oferecem assistência e suporte a mulheres com câncer”, finalizou a Assistente Social, agradecendo a oportunidade de falar sobre a temática ao Jornal Niterói Católico.

Por João Dias
Foto: Arquivo

O post Outubro Rosa: conscientização, tratamento e apoio à mulher e aos familiares apareceu primeiro em Arquidiocese de Niterói.

Católico