Niterói

Beata Bárbara Maix: fiéis comemoram seu dia e promovem Peregrinação

Caxias do Sul - RS (Sexta-feira, 08-11-2019, Gaudium Press) A Igreja no Brasil celebrou na quarta-feira, dia 06 de novembro, a memória litúrgica da Beata Bárbara Maix, beatificada nesta data em 2010 pelo Papa Bento XVI.

Beata BárbaraMaix, fiéis comemoram seu dia e promovem peregrinação-.jpg

Em 2019 comemora-se, então, os nove anos da beatificação da religiosa que nasceu na Áustria, mas que viveu sua vocação e missão no Brasil, doando-se aos necessitados, especialmente às crianças e adolescentes órfãos.

Neste ano, a celebração se reveste de maior alegria por ter sido retomada no último mês de outubro a causa de canonização da Bem-aventurada, quando a Diocese de Caxias do Sul (RS), instalou um tribunal para investigar um provável milagre atribuído à religiosa que também foi a fundadora da Congregação das Irmãs do Imaculado Coração de Maria.

Testemunho

Para a Diretora Geral da Congregação das Irmãs do Imaculado Coração de Maria, Irmã Marlise Hendges, celebrar a memória de Madre Bárbara é uma ação de gratidão a Deus:

"Desde 2010, quando tivemos a graça de celebrar a Beatificação de Bárbara Maix e o dia 6 de novembro tem sido ocasião de louvar e bendizer a Deus, pela vida e obra da Bem-Aventurada. Reconhecemos e celebramos a ação de Deus, manifestada de modo extraordinário, na vida de Bárbara Maix.
Ela viveu e testemunhou a santidade. Por isso é, para nós, modelo de vida e virtude, exemplo na busca de realizar, em tudo, a Vontade de Deus" afirmou.

As comemorações

No Rio Grande do Sul, onde está a Sede Geral da Congregação, as Irmãs e as comunidades celebram com ênfase a memória de Bárbara Maix.

No dia 06, dia da Bem-Aventurada Bárbara Maix, houve Missa na Catedral Metropolitana de Porto Alegre, às 18h30min, no centro da capital gaúcha.

Está programada para o próximo domingo, dia 10, no distrito de Santa Lúcia do Piaí, em Caxias do Sul/RS, a 10ª Peregrinação ao monumento que representa o milagre ocorrido pela intercessão da Beata Bárbara Maix quando o menino Onorino Ecker teve a saúde restabelecida, após sofrer queimaduras em todo corpo.

Como de costume, espera-se um grande afluxo de peregrinos.

Beata Bárbara Maix

Madre Bárbara Maix nasceu na Áustria em 1818 e tornou-se a primeira mulher beatificada no Rio Grande do Sul.

Perseguida em Viena, pela sua opção de vida religiosa, mudou-se para o Brasil, em 1848.

No ano seguinte, na cidade do Rio de Janeiro (RJ), fundou a Congregação das Irmãs do Imaculado Coração de Maria.

Viveu e atuou no Brasil por 25 anos, dos quais, 11 no Rio de Janeiro e 14 anos em Porto Alegre.

Faleceu em 17 de março de 1873, no Rio de Janeiro (RJ).

A vivência das virtudes em máximo grau, o testemunho de santidade e a cura milagrosa do menino Onorino Ecker operada por sua intercessão, foram decisivas para o Papa Bento XVI proclamá-la Bem-Aventurada (ou beata, em italiano), aos 06 de novembro de 2010.

No último dia 14 de outubro, a Diocese de Caxias do Sul iniciou a investigação sobre um suposto milagre atribuído à intercessão de Madre Bárbara. Se for comprovado, o caso será enviado ao Vaticano, quando o Papa Francisco decidirá sobre a canonização. Com isso, Bárbara Maix poderá ser chamada de Santa, e ser cultuada em todo mundo.

(JSG)

 

Católico