Niterói

Dia de Finados: Dom José Francisco faz uma reflexão

CULTO AOS MORTOS

Por volta de 30 mil A.C., surgiu a agricultura. Impressionados com o fato das sementes serem enterradas e brotarem, os humanos passaram a enterrar também os mortos: plantavam, para que eles brotassem.

Como isso não aconteceu, os humanos começaram a pensar que, de alguma forma, brotariam em outro lugar. Esse outro canteiro do desejo humano, a Vida Eterna, se tornou algo capaz de conferir sentido às imperfeições desta vida, sempre limitada e insuficiente. A partir daí os mortos ganharam lugar no mundo dos vivos.

Desde então, foram cultuados em diversas sociedades, conforme a crença de cada povo. No Egito, por exemplo, ainda após a morte, a vida humana continuava em outro lugar com as mesmas necessidades anteriores de moradia, alimentação etc. Os egípcios desenvolveram a arte da mumificação, para conservarem os cadáveres e garantir que sua continuidade fosse mantida no além. Nesse processo, os mortos eram presenteados com móveis, bebidas, comidas: artefatos que seriam utilizados em sua nova existência.

Algumas culturas como os nativos da América e os orientais também veneram seus ancestrais para que tenham um bem-estar contínuo em outra vida. Para eles, os mortos podem influir na vida dos vivos, concedendo assistência e favores. Certas doutrinas acreditam que é possível a comunicação entre os vivos e os espíritos através de interlocutores privilegiados.

Quase todas as religiões cultuam os mortos. A Igreja católica lhes reserva um dia especial e, inclusive, venera alguns deles como santos, intercessores entre os vivos e Deus. No dia 2 de novembro, ao rezar pelos falecidos, a Igreja católica celebra o Mistério Pascal do Filho de Deus, centro da fé católica. Como se pode constatar, há bem 30 mil anos, ou mais, os mortos fazem parte do mundo dos vivos, um modo de garantir que a vida é boa e precisa continuar.

No mínimo, essa ideia traz conforto. E quem não precisa de conforto!

+ Dom José Francisco
Arcebispo Metropolitano de Niterói

O post Dia de Finados: Dom José Francisco faz uma reflexão apareceu primeiro em Arquidiocese de Niterói.

Católico