Niterói

Viagem do Papa ao Chile e ao Peru: programa

Cidade do Vaticano (Terça-feira, 14-11-2017, Gaudium Press) O programa para a próxima viagem do Papa à América Latina, em janeiro de 2018, foi anunciado pela Serviço de Imprensa do Vaticano. Francisco visitará o Chile e o Peru.

14-11Viagem do Papa ao Chile e ao Peru -programa .jpg

Saída de Roma

O avião papal deixará o aeroporto de Roma Fiumicino às 8h na segunda-feira, 15 de janeiro, e chega ao aeroporto de Santiago de Chile às 20h10, hora local.
Após a cerimônia de boas-vindas, ainda na pista, o Papa vai diretamente para a nunciatura apostólica, onde é esperado por volta das 21h.

O programa oficial começará na terça-feira, 16 de janeiro, com uma reunião às 8:20 horas com as autoridades, a sociedade civil e o corpo diplomático no palácio La Moneda, e será ocasião para ele pronunciar seu primeiro discurso no Chile. Às 9 horas o Papa se reúne com a presidente Michelle Bachelet.
Por volta das 10h30, o Papa celebrará a missa no Parque O'Higgins, o grande parque da capital chilena, o mesmo em que São João Paulo II celebrou uma eucaristia em 1987, num contexto tenso marcado por manifestações durante ainda o regime de Augusto Pinochet.

Às 16 horas, Francisco visita uma prisão para mulheres, antes de uma reunião às 17h15 com sacerdotes, religiosos, consagrados e seminaristas.

O Papa pronunciará, em seguida, um discurso em um encontro com os bispos na sacristia da catedral, o que deve acontecer por volta das 18h15. A última etapa deste dia será uma visita privada ao santuário de São Alberto Hurtado, um sacerdote chileno canonizado por Bento XVI em 2005. Esta visita será também uma ocasião para o Papa ter um diálogo informal com sacerdotes jesuítas do Chile.

Ainda no Chile

A Quarta-feira, 17 de janeiro será um dia particularmente ocupado, com uma viagem de avião a Temuco, cidade a 700 quilômetros ao sul de Santiago.

O Papa celebrará missa às 10h30 no aeroporto de Maquehue e depois almoçará, às 12h45, com moradores do "Madre de Santa Cruz", dirigido pela igreja local.

Logo em seguida, Francisco retorna a Santiago para estar com a juventude: ele encontra os jovens no santuário de Maipu às 17h30 e, depois, visita às 19h a Pontifícia Universidade Católica do Chile.

Já na quinta-feira, 18 de janeiro, o Papa voará para Iquique, o grande porto do norte do Chile.
O Pontífice celebrará missa às 11h30 no Campus do Lobito, ainda antes do almoço que será às 14:00 horas em uma residência para aposentados dirigida pelos Padres Oblatos, no Santuário de Nossa Senhora de Lourdes.

O Papa Francisco despede-se do Chile durante uma cerimônia agendada para 16h45, antes de voar para o Peru, onde será recebido e receberá as saudações ainda no aeroporto de Lima, às 17h20, hora local.
Sexta-feira, 19 de janeiro, Francisco reúne-se às 8:30 horas com autoridades da sociedade civil e do corpo diplomático no palácio do governo, antes de uma entrevista às 9 horas com o presidente Pedro Pablo Kuczynski.

Chegada ao Peru

O Papa retomará logo em seguida sua rota indo para Puerto Maldonado, no meio da densa selva tropical, onde encontrará os povos da Amazônia às 12:00 em um centro de convenções.

Nesse centro de convenções Francisco apresentará um discurso muito antecipado, quando lançará as bases para a viagem ao Sínodo sobre a Amazônia planejada para Roma em outubro de 2019.

Depois de cumprimentar a população por volta das 13 horas, o Papa almoçará com representantes dos povos da Amazônia. Às 15h45, Francisco o "Hogar Principito", um lar para crianças em dificuldade.
No final do dia o Papa partirá para Lima onde participa de um encontro privado com jesuítas do Peru, às 19h, na igreja de San Pedro.

Sábado, 20 de janeiro

No sábado, 20 de janeiro, Francisco voa para Trujillo, na costa do Pacífico. Ele celebrará a missa às 10 horas na esplanada costeira de Huanchaco, depois circulará em papamóvel no distrito que tem o nome de Buenos Aires.
Após uma breve visita à catedral, por volta das 15:00, Francisco encontra-se com sacerdotes e religiosos e seminaristas do norte do Peru no seminário local.

Ele ainda pronunciará um discurso antes de concluir o dia com uma oração mariana na Plaza de Armas desta cidade de Trujillo, por volta das 16h45. Um discurso também é esperado nesta celebração.
O Papa Francisco retornará de avião para Lima, no final do dia.

Último dia

O último dia da viagem do Papa será no domingo, 21 de janeiro. Todo o dia será dedicado à capital peruana.
Francisco vai atender às 9h15 horas as religiosas contemplativas no Santuário do Senhor dos Milagres e fará uma homilia.

Por volta das 10h30, ele irá para a Catedral de Lima para uma oração em frente às relíquias dos santos peruanos. Depois, ele se reúne por volta das 10h50, com os bispos do país no Palácio Arquiepiscopal, onde pronunciará um discurso.

Ao meio dia, Francisco fará a oração do Angelus diante dos fiéis reunidos na Praça de Armas, antes de retornar à nunciatura para o almoço e uma hora de descanso.

O último destaque desta viagem será a missa celebrada às 16h15 na base militar de Las Palmas.

O Papa vai, então, para o aeroporto para uma cerimônia de despedida prevista para as 18:30. Seu avião voará para Roma às 18h45.

Na Cidade Eterna ele é esperado no dia seguinte, segunda-feira, 22 de janeiro às 14h15, hora local, no aeroporto de Ciampino.

As Viagens de Francisco

Esta jornada apostólica será a 22ª de seu pontificado e a 6ª na América Latina, depois de Visitas Apostólicas ao Brasil em julho de 2013, ao Equador, Bolívia e Paraguai em julho de 2015, em Cuba, em setembro de 2015, ao México, em fevereiro de 2016 e na Colômbia em setembro de 2017.

Ele ainda não visitou a Argentina, seu país de origem. (JSG)

 

Católico