Niterói

Igreja em Málaga abrirá causas de beatificação de 215 mártires do século XX

Málaga - Espanha (Quarta-feira, 13-09-2017, Gaudium Press) O Bispo de Málaga, Espanha, Dom Jesús Esteban Catalá Ibáñez, presidirá no próximo 07 de outubro a abertura oficial do processo diocesano de três causas de beatificação de mártires do século XX na Diocese. No total, os processos investigarão a vida e martírio de 215 Servos de Deus que poderão chegar aos altares.

"Mártir significa testemunho. Nós nos fixamos nestes homens e mulheres, leigos, sacerdotes e religiosos, jovens, adultos, mães de família, etc, pelo testemunho que dão de Cristo", explicou o diretor do Departamento para a Causa dos Santos da Diocese de Málaga, Padre Antonio Eloy Madueño. "O que nós vemos e pelo que verdadeiramente eles deslumbram e são luz é por um amor incondicional a Cristo até dar a vida. O que queremos é alentar aos seguidores de Cristo e ensinar que é possível seguir-lhe e amar-lhe incondicionalmente e dar a vida por Ele no século XXI".

Igreja em Málaga abrirá causas de beatificação de 215 mártires do século XX.jpg

Até o momento, os fiéis se referem a estes crentes como "mártires" em um sentido amplo, devido a fama de santidade originada nas circunstâncias de sua morte, "mas a Igreja não se pronunciou definitivamente ao respeito", acrescentou o Padre Madueño, "pelo que começamos oficialmente a abertura destas causas com o fim de que assim sejam reconhecidos e oferecidos como testemunho de amor até o extremo". O sacerdote recordou que o século XX foi o de maior perseguição ao cristianismo na história e que o testemunho dos mártires tem uma grande atualidade em um momento no qual a cultura parece não encontrar o sentido da vida, que é o amor de Cristo.

"Os mártires não eram perfeitos em absoluto: eram homens e mulheres com qualidades e defeitos, com medos e temores; ainda que é certo que um mártir não nasce da noite à manhã", concluiu o Diretor. "O martírio é o fruto granado de uma entrega diária, de um ir superando diariamente nossas limitações, de um ir confiando cada vez mais no Senhor; não somente no momento de receber as balas, mas no dia a dia, nas perseguições incruentas mas também reais de cada dia". (EPC)

Com informações da Diocese de Málaga.

Católico